Suas associações com outras pessoas terão grande papel no resultado final, pois sinergia de equipe nos faz crescer e prosperar mais rápido. Temos certeza que devemos agradar, apoiar, zelar e incentivar todas as pessoas que conhecemos e que nos agregam coisas prósperas. É igualmente importante, porém, negociar e conviver somente com pessoas confiáveis e de boa reputação, pois isso envolve quantidades significativas de energia emocional, tempo ou dinheiro. Não se pode fazer um bom negócio com uma pessoa de reputação duvidosa, pois a confiança mútua é o segredo de um convívio sadio.

Faça alianças importantes com pessoas fidedignas. Capitais financeiros e emocionais tremendos podem ser perdidos se você negociar com pessoas de reputação questionável e esta regra acaba se estendendo também aos relacionamentos mais pessoais. Suas associações com outras pessoas terão um grande papel em determinar o calendário e a extensão de seu sucesso pessoal e profissional.

Escolha cuidadosamente as pessoas que o auxiliarão e que trabalharão com você em seus empreendimentos.

Todo grande sucesso é o resultado de pessoas se unindo para alcançar resultados e prosperidade conjunta. Seu sucesso será mais rápido e mais “fácil” se você, cautelosamente, reunir e cuidar de seu time. A maioria dos indivíduos bem-sucedidos tem alguém os ajudando nos bastidores.

Neste texto você terá acesso a um fabuloso conteúdo que facilitará sua forma de trabalhar em equipe, a favor de objetivos e crescimento comuns por meio de alianças de sucesso.

Se você está bem na sua carreira, faça uma lista das pessoas que lhe ajudaram mais até agora. Classifique-as do topo até a base e, então, destine 100 pontos às 10 do topo e terá uma ideia de vossas contribuições na sua evolução.

Em geral, as pessoas que lhe ajudaram mais, no passado, serão também as pessoas que poderão fazer isso no futuro. Às vezes, entretanto, um bom amigo, que está de alguma maneira no final da lista, se torna um aliado potencial muito mais importante. Talvez porque ele ou ela tenha ganhado um novo e alto posto de influência, tenha feito um investimento que deu certo ou simplesmente por apoiá-lo e fazê-lo pensar em ter atitudes mais coerentes.

Faça o exercício novamente, classifique seus aliados de um a dez e distribua outros 100 pontos a eles, desta vez na base da habilidade futura de crescimento mútuo.

As pessoas nos auxiliam porque existe uma força muito grande que nos une, chamada “Lei da Reciprocidade”.

No mundo espiritual existem leis. Uma delas fala que o semelhante atrai o semelhante. Isto significa que qualquer imagem que mantemos em nossa mente, atrairá a imagem semelhante que está no Universo. Para fazer com que essa lei funcione, temos que manter sempre uma imagem viva em nossa mente.

Tem-se essa imagem, mas ao mesmo tempo duvidamos da forma como ela poderá se manifestar quando “achamos” que é impossível realizá-la, se na própria imagem mental colocamos dúvidas na sua realização. O que acontecerá é que você receberá exatamente as dúvidas e incertezas de tudo aquilo que “sonhou” receber. Receberemos exatamente as sombras da dúvida. A lei sempre funciona.

Nós, os seres humanos, temos momentos nos quais nos sentimos inadequados e inseguros. Acontece com todos nós. Se não soubermos o que é isso, como é que iremos caminhar em equilíbrio e harmonia? Somente conhecendo os dois lados para poder escolher. Uma visão dualista não materializará o que desejamos e sim todas as dualidades inerentes àquela visão. Uma visão sem nenhuma espécie de dúvidas sempre se realiza. Essa é a lei.

As melhores relações são construídas em cima dessa lei que se baseia em seis pilares distintos: prazer mútuo da companhia de cada um, respeito às crenças e valores, experiências compartilhadas, reciprocidade, verdade e sempre preservar a reputação alheia – mesmo que tenhamos a chance de destruí-la para obter alguma “vantagem”.

Em meu entendimento, tanto nas relações pessoais como nas relações de negócios, estes atributos se tornam entrelaçados e é impossível desemaranhá-los, mas você poderá ler cada um separadamente e usá-lo conforme a sua conveniência.

PRAZER MÚTUO A primeira de nossas seis atribuições é a mais óbvia. Se você não tem prazer de falar com alguém, no escritório, restaurante, em casa, em uma ocasião social ou ao telefone, você terá pouca chance de construir relacionamentos prósperos. As pessoas têm que admirar e ter o prazer de sua companhia também. Se isto parece terrivelmente óbvio, reflita por um momento nas pessoas com as quais você se mistura socialmente, divide seus sonhos e crenças ou, basicamente, por propósitos profissionais. De quantas delas você realmente gosta? Um número surpreendente de pessoas gasta muito de seu nobre tempo com quem elas odeiam, desde reuniões infrutíferas, festa de Natal hipócrita por simples carência ou medo de críticas, sem perceberem que se trata de absoluto desperdício de vida, chamado “tempo” que, por sinal, é o nosso maior ativo. Este é um completo e absoluto desperdício de tempo, que se resume em vida.

Se não é prazeroso, é cansativo e com frequência muito caro, impede você de fazer coisas melhores e mais úteis e não lhe levará a absolutamente lugar algum.

Gaste tempo, ou melhor, invista seu nobre tempo em contatos pessoais e profissionais que gerem prazer mútuo e, ser for apenas por interesse comercial, que traga benefícios reciprocamente.

RESPEITO ÀS CRENÇAS E VALORES – A segunda de nossas seis atribuições baseia-se em respeitar a forma de vida das pessoas, suas escolhas religiosas, partidárias, estilo de vida, opção sexual, etc.

Existem pessoas das quais gostamos intensamente, mas pelas quais não temos grande respeito profissional e vice-versa. Nunca avançaríamos a carreira de alguém se não respeitássemos suas habilidades profissionais e pessoais, pois uma é complemento da outra. Se alguém está lhe ajudando profissionalmente, deve estar impressionado com você!

No entanto, com muita frequência deixamos amizades que poderiam fazer muito por nós, devido a um ou outro ruído de comunicação que quase sempre se baseia em crenças e valores contrários aos nossos. Chamo esse conjunto de ruídos de “ISMOS”, que vêm a ser uma abreviação de racismos que estão implicitamente ou explicitamente inseridos em nossa educação e os mais destrutivos são:

Idadismo Racismo por idade. Neste caso, em particular, as pessoas mais “velhas” se autodestroem com comentários do tipo “já sou velho para aprender isso”, “isso é coisa para jovens”, “não tenho mais idade para este tipo de coisa”, etc.

E, por outro lado, o mercado de trabalho muitas vezes perde muito por não contratar alguém de melhor idade e que traz consigo uma bagagem de experiência fabulosa.

Obesismo Racismo por alguém que está fora do peso, que quase sempre se inicia na escola primária.

Chamamos nossos amigos fora do peso de gordinho aqui, fofinho ali, etc.

Na fase adulta, principalmente, as mulheres são as mais prejudicadas; pesquisas provam que, em uma entrevista de emprego, se houver um homem e uma mulher obesos, na mesma condição intelectual, 95% das vagas são preenchidas pelo homem.

Sexismo Racismo por opção sexual, fora dos padrões da sociedade. Desde que o mundo é mundo, o homossexualismo existe e, quando discreto, raramente traz problemas à pessoa de opção diferenciada. Em nossa opinião, a questão de sexo não é problema, mas sim como ela é apresentada na família, no trabalho, nos ambientes sociais. Estamos em um estágio mais “liberal” da sociedade, mas a discrição ainda é a melhor opção.

Racismo direto ou indireto Este é o tipo mais comum de racismo. Vemos diariamente, seja ele por cor, raça ou hábitos e, neste tópico, cabe comentarmos que nas diferenças nos tornamos mais inteligentes, mais bonitos, mais iguais e equilibrados.

Bairrismo Racismo que pré-julga uma pessoa pelo bairro onde mora – subentende-se que se o bairro tem problemas sociais, de violência, etc., isso reflete na personalidade da pessoa. Esta forma de racismo nasceu no provérbio “diga-me com quem tu andas que lhe direi quem tu és”. Acreditamos que o ambiente, de fato, faz a pessoa, como acreditamos que as pessoas têm escolhas, sempre. E à medida que escolhem trabalhar com afinco e têm a cultura como opção, ou mudam de seus bairros primários ou contribuem para a sua melhoria.

Religiosismo Racismo que pré-julga a pessoa pela sua religião. Todos nós temos alguma espécie de crença a respeito da origem, da natureza e da finalidade do Universo. Nossa “religião” é simplesmente nosso mapa, nosso paradigma, as crenças com que respondemos às complexas questões existenciais. E cada um tem a sua. O mapa não é território.

EXPERIÊNCIAS COMPARTILHADAS – Na aldeia global, poucas pessoas têm acesso a experiências profissionais importantes ou tempo para aprender tudo, por isso o foco torna- se importante.

Experiências compartilhadas, especialmente as que envolvem fatores sociais de prosperidade ou problemas sociais, criam vínculos de proporções gigantescas. Um dos meus maiores relacionamentos, tanto de aliado de negócio quanto de amizade, nasceu na minha época de estagiário. Eu trabalhava no departamento de engenharia de uma empresa e me preparava para ser um engenheiro, um homem técnico. Um de meus mentores me disse que eu era um exímio comunicador e estrategista; de momento não entendi o que ele queria dizer, hoje sou um conferencista que vive de tornar a informação mais nobre e de valor agregado a uso próprio e alheio e vivo da venda de ideias. A questão toda para esta evolução veio a partir da visão de alguém que naquele momento enxergou além da minha capacidade e da minha percepção.

Esta situação de compartilhar experiências nos traz à mente as palavras de William Shakespeare: “Sabemos o que somos, mas não o que podemos ser…”

Por isso, compartilhe o seu melhor e receba o que os outros têm de melhor, pois conhecimento compartilhado é conhecimento multiplicado, logo você receberá maturidade como recompensa. Portanto, maturidade é a emoção temperada e experimentada através de ações e pelo intelecto. Pois a velocidade com que nos movemos, da reação ou interação emocional e cultural, trará a resposta intelectual e o nosso grau de maturidade.

Onde os semelhantes se atraem, limita-te a ser quem és: sereno, transparente e brilhante.

Quando irradiamos o que somos, quando em atos e coração fazemos o que é justo e nos enobrece trazendo brilho aos nossos olhos, isto afasta automaticamente quem nada tem a aprender conosco e atrai, sim, a quem tem muito a aprender e também a nos ensinar. Por isso eu digo:

Todo homem que encontro é superior a mim em alguma coisa. E nesse particular eu aprendo dele o seu melhor e complemento minha essência diariamente.

RECIPROCIDADE Para alianças funcionarem, cada aliado deve fazer muito pelo outro do grupo repetidamente, regularmente, por um longo período de tempo. Pois a reciprocidade requer que o relacionamento não seja unilateral.

Igualmente, a reciprocidade deve vir pelo respeito, pela admiração e não ser minuciosamente calculada ou baseada apenas em interesses pessoais. O mais importante é que você faça tudo o que estiver ao seu alcance para favorecer seu aliado, seguindo altos padrões éticos.

Isso exige concentração, gratidão, disciplina, lealdade e pré-disposição para servir, indiferente de retornos. O que nos surpreende na revisão das relações de negócio é quanto desperdiçamos oportunidades de ajudar nossos aliados. Não é questão de ser bajulador ou interesseiro, mas o fato é que, em algum momento, sua atitude será retribuída e não custa nada estocar prosperidade e favores futuros.

Similarmente, a ajuda profissional e pessoal que você receberá é sempre igual ou maior àquela que você fornece. E, no final, o amor que você leva e compartilha com as pessoas, por meio de atos construtivos, serão proporcionais aos que o Universo lhe traz como leis de retorno.

VERDADE – A verdade fortalece e alicerça os relacionamentos. A falta de verdade pode embaraçá-lo e fazê-lo perder muito, principalmente quando se trata de reputação. A verdade precisa de total honestidade em tempo integral.

Se existir suspeita de que você não está falando o que pensa, mesmo que pelas mais altas razões do pensamento ou para permanecer diplomático, tanto a verdade quanto a amizade podem ser minadas. Se você não acredita em alguém totalmente, não tente construir uma aliança, pois o rompimento lhe trará sérias sequelas em longo prazo, tanto pessoais quanto financeiras.

Mas se você realmente tem confiança total, isto torna as relações de negócio muito mais rápidas e eficientes. Um pouco de tempo e custos serão eliminados, gerando ganhos mútuos. Nunca penalize a verdade por ser caprichoso, covarde ou astuto.

 SEMPRE PRESERVAR A REPUTAÇÃO ALHEIA – MESMO QUE TENHA CHANCE DE DESTRUÍ-LA PARA OBTER ALGUMA VANTAGEM – Esta talvez seja uma regra máxima das relações humanas, pois nela está a essência da humildade. Muitas vezes amigos nossos falam algumas “besteiras” ou “meias verdades” durante um diálogo ou negócio e nós reativamente logo vamos destruindo a pessoa, desmentindo-a somente para humilhá-la ou para parecermos mais inteligentes, superiores, etc.

Com isso, a única coisa que ganhamos é uma pessoa que, na primeira oportunidade que aparecer, vai nos prejudicar de forma direta ou implicitamente. Lembre-se da regra de ouro:

Nenhum negócio ou relação humana será sadio  se com eles conseguirmos um inimigo.

A maioria das pessoas é insegura e morre de medo de ser criticada, portanto quanto mais pudermos preservá-las e fazê-las se sentirem importantes, melhor será o resultado gerado por essa sua nobre atitude e, com isso, teremos um respeito valioso e recíproco da parte de nosso parceiro de negócio, amigo, cônjuge, vizinho, etc.

E, como última dica, saiba que só os inseguros precisam de segurança, têm muito medo da crítica e precisam se auto afirmar. Lealdade e sucesso vão além da hierarquia, pois as pessoas não estão preocupadas em quem você é ou quais títulos detêm… O mais importante não é o momento em que conhecemos as pessoas, e sim, o momento em que elas passam a ser importantes para nós e percebem isso.

Tenham um fabuloso dia hoje e sempre… pois o MERCADO é do TAMANHO de sua IMAGINAÇÃO.

Junte-se à nossa lista de Vip

Entre para a nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!